terça-feira, 4 de novembro de 2008

Entre olhares

Teus olhos te denunciam. Meus olhos te desejam. Tuas mãos irrequietas fazem promessas de amor. Minhas mãos despertas desfazem-se sem qualquer pudor. Não, não precisas de dizer nada. Sei de cor o que sentes e o que esperas. Ambos conhecemos o caminho que percorremos. Sabemos que vamos descarrilar...

4 comentários:

Putty Cat disse...

Instante,

Obrigada pelas tuas palavras.

Volta sempre que quiseres.


Beijos

PCat

AnaMar disse...

E esse descarrilamento leva-nos sempre a um novo caminho...que vale a pena percorrer.

Fenix disse...

A sensação é de "descarrilar" porque se perde todo o controlo..., mas é o melhor caminho de todos...
Adoro descarrilar!

Christi Xavier disse...

Que lindo, amei esse texto poético e verdadeiro, onde não conseguimos colocar limiares entre razão e emoção, quando descobrimos amor, paixão e tudo junto.

Grande beijo,

Christi.