quarta-feira, 18 de junho de 2008

Palavras em remoinho

Às vezes o pensamento voa para longe, para tão longe. Voa leve ao teu encontro... Voa por caminhos fieis à minha essência e mergulha em risos e riachos, em beijos e abraços. Contorna curvas e medos, sombras e segredos. Voa abrindo todas as portas, com a coragem e determinação de alguém que anseia por te encontrar. Porém, voa com medo de nunca chegar... ou com medo de chegar muito perto...
E às vezes fechamos os nossos pensamentos e demónios a sete chaves, e as sete chaves guardamos na mão. Fechamos os olhos para a Vida e fechamos a porta do coração. Fechamos as mãos que vão dadas, pelos caminhos, em solidão. Fechamos tudo e todos no nosso mundo de ilusão...

3 comentários:

marianinha disse...

As vezes o meu pensamento tb voa e para muito longe,longe de tudo e de todos as vezes é nesseçario ele voar.

marianinha disse...

Muito obrigada pelo teu comentario.
beijinhos

Fenix disse...

Que texto lindo!
Lindo na forma!
Lindo no conteúdo!
Sabes dizer com o coração sem perder a razão...

Parabéns